A menina e o vestido branco.

"Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome" (Salmo 103:1).




Hoje compartilho com vocês uma narrativa de uma história baseada em fatos reais.

Por amor a Cristo, uma pequena menina se deu e lutou até o fim!

Leiam:

A menina e o vestido (Baseado em fatos reais).

Em um país de cultura muçulmana, uma pequena menina, foi levada pela tia para igreja e aceitou a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. 
Chegando em casa ela falou com os pais assim: “Pai deixa eu ser crente?”
O Pai e a mãe disseram: “De jeito nenhum, nós somos seguidores de Maomé.”
Ela insistiu tanto que os pais falaram: “Com uma condição, todo o culto que você for, quando você chegar em casa você vai tomar uma surra!”
Ela falou “Tudo bem!”.
Ela ia pro culto chegava em casa uma surra, ia pro culto chegava em casa outra surra. E assim foi por muitos dias.
Um dia a tia deu pra ela um vestido branco e ela cantou na frente da igreja sozinha o primeiro solo dela aos 12 anos, ela tinha 1 aninho de convertida.
Quando acabou o culto ela ficou com as coleguinhas, todo mundo feliz. O pai dela veio bêbado, pegou a menina e a espancou, diante da igreja, bateu a cabeça dela no meio fio e a machucou muito.
Prenderam o pai. Então, a tia e o pastor pegaram a menina e a colocaram em um banco, tiraram o vestido branco dela enquanto ela ficava perdendo a consciência, perdia a consciência e voltava, então, naquele instante quando voltava a consciência ela falava ”Pastor cadê meu vestidinho?”
O Pastor falou “esquece o vestido minha filha, ele tá todo sujo de sangue, fica firme, aguenta que o médico tá chegando”.
Aí ela apagava, aí ela acordava de novo e falava “Tia... Pastor, me dá o meu vestido, eu quero o meu vestidinho branco” e eles falavam “esquece o vestido, ele tá todo sujo”.
Isso aconteceu cinco vezes; na quinta vez que aconteceu isso a menina falou: “Pastor eu estou vendo Jesus ali em pé, e Ele está me dizendo que vai me levar agora, por favor, pelo amor de Deus, por tudo o que é mais sagrado, me dá o meu vestidinho branco?”
O pastor disse “Por que?” Ele foi lá, pegou o vestido e deu pra ela, ela abraçou o vestidinho só de calcinha e foi fechando os olhinhos pela última vez nessa terra, e o pastor perguntou:
 “Mas por que você quer tanto esse vestido?”

 E as últimas palavras dela foram: “Eu quero entrar com esse vestidinho sujo de sangue no céu, pra mostrar pra Jesus, que assim como um dia ele sangrou por mim, eu também sangrei por Ele!


:) Fabi

Livros da Bíblia: I e II Samuel

Os meus olhos estão continuamente no Senhor, pois ele tirará os meus pés da rede" (Salmos 25:15).





O primeiro livro de Samuel registra a passagem do período de juízes para o dos reis e essa mudança gira em torno de três nomes: Samuel, Saul e Davi. 

Samuel foi o último dos juízes. Saul foi o primeiro rei de Israel e Davi o segundo.

Esse livro marca no fato de que a desobediência  leva à desgraça.

O segundo livro de Samuel é a continuação do primeiro.

Neste livro se conta a história de Davi, que foi rei primeiro de Judá, depois ele foi rei de toda a nação, incluindo Israel.

Aqui também narra as lutas de Davi contra os inimigos de dentro e de fora, para se firmar no poder e estender seu reino.

Mas mostra também os pecados de crueldade e violência que a Bíblia não esconde. Porém mais tarde Davi confessa os seus pecados, se arrepende e aceita o castigo de Deus.

A  vida e as realizações de Davi marcaram profundamente aquela e outras gerações. Tanto que mais tarde, quando precisavam de um rei eles pediam "um filho de Davi", pois desejavam um rei como ele.

Nessa genealogia, mais tarde, veio ao mundo o Messias, o Senhor Jesus Cristo, o qual muitos mencionavam como o "filho de Davi", por haver essa descendência quando Jesus deixou a sua glória para vir viver na terra como homem e morrer por nós.

São livros com histórias lindas e marcantes, vale a pena. A palavra do Senhor viva entra em nosso coração e nos ensina a estarmos nos seu pés.

Não deixem de ler!

Com amor em Cristo,

Fabi :) 




É pela graça!

"Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus respondeu: Eu lhe digo: não até sete, mas setenta vezes sete".



Deus nos oferece a Sua graça muito mais do que merecemos e nós, seguindo o Seu exemplo, deveríamos fazer o mesmo.

Você já parou pra pensar que se Deus ama incondicionalmente, não deveríamos amar dessa mesma forma?
Se Deus não faz acepção de pessoas, nós poderíamos fazer?
Se Deus suporta as nossas falhas, nós não deveríamos suportar as das outras pessoas também?
Se Deus nos concede a graça de o chamarmos de Pai, será então que não somos todos irmãos?

Ele, o Pai, o Deus criador de tudo o que há, tem consigo graça e misericórdia infinita a ponto de nos conceder o perdão o tempo todo. 
Mas nós, em nosso orgulho, ignorância e arrogância sempre tendemos a ser intolerantes e a julgarmos na primeira oportunidade.

Quando penso em tudo o que faço, sou, e quero fazer, penso em como Deus me vê! 
Quando penso então em quem eu era, da onde eu vim e o que Ele já fez por mim, chego a conclusão de que nada foi mérito meu. Foi graça, misericórdia, favor divino.

Por fim percebo que quanto mais me aproximo de Deus mais perfeição eu vejo Nele e quanto mais próxima estou dessa perfeição, mais eu vejo o quanto sou imperfeita. 
E isso tudo me leva a crer que não há motivos para que eu possa querer algo, ou esperar dos outros o que eu mesma nunca vou conseguir fazer.

Porque perfeito só ha um: Jesus! E se Ele, que é o único perfeito, não julga nossas imperfeiçoes e mais, as aceita e nos ama, quem sou eu pra fazer o contrário?? 

Nem quero! Por isso oro pra mudar, não para alcançar a perfeição que só pertence a Ele, mas para estar cada vez mais próxima dessa perfeição, a fim de querer estar cada vez mais parecida com Ele!


Com amor em Cristo,

Fabi ;)







O Seu amor renova a cada manhã!

"Alimenta-nos de manhã com o Teu amor, até ficarmos satisfeitos, para que cantemos e nos alegremos a vida inteira" (Salmo 90:14).



Quando temos um dia terrível onde nada deu certo, aconteceu algo que nos magoou ou fizemos algo errado, nos sentimos tristes e cansados.
Em nossa cabeça passam milhares de pensamentos, perdemos o autocontrole, ficamos imaginando onde e como poderíamos ter feito algo para melhorar e na maioria das vezes nos sentimos fracassados e feridos.

Com tudo isso nos sentimos longe de Deus. Achamos que Ele pode estar decepcionado conosco, nos sentimos culpados e envergonhados perante Sua presença e por isso nos afastamos mais ainda.

Tudo o que queremos é nos esconder... Esconder-nos das pessoas, de nós mesmos e principalmente de Deus, pois nos achamos indignos.

Mas nessas horas a cosa certa a fazer é correr para os braços de Deus e não se afastar! Ele é terno e amável, Seu amor nos purifica, Seu perdão nos limpa. A Sua compaixão traz conforto. O Seu amor dá liberdade, pois não é um amor como o nosso, é um amor único e incorruptível.

A bondade de Deus permite abrir os olhos de manhã e nos alegrarmos com um novo dia. É um novo dia e um novo começo É um dia de ficha limpa, de começar tudo de novo.

É um novo dia do amor do Pai, uma nova chance em nossas vidas. 

Entregue seus dias nas mãos de Deus pois Ele sempre estará com você. O amor do Pai se renova a cada manhã!!


Com amor em Cristo,

Fabi :)








Buscar

 

O Blog

Este Blog tem como objetivo principal engrandecer o nome de Jesus e compartilhar a Sua palavra. É de origem amadora, feito único e exclusivamente para dividir experiências, idéias, dar sugestões e alegrar seu dia. Absorva aquilo que te faz bem! "Tudo me é permitido", mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas eu não deixarei que nada me domine”. I Cor 6:12.
Acesso Davi Copyright © 2011 | Tema diseñado por: compartidisimo | Con la tecnología de: Blogger